Eu não escrevo o que não sinto;
ponho meu cinto e me preservo
a não sofrer nenhum acidente;
talvez, viver nos acidentes de uma
partitura determinando a altura da
nota que surgirá; a minha altura
determino pela força que meus
pensamentos alcançam e que me
cansa no saber que viver é muito
mais do que sonhar; e sentir é
muito mais que escrever, é viver.

~ por Artur Leite em janeiro 24, 2011.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: