Minhas costas sangram

Minhas costas sangram.

Sinto o calor do meu sangue que persiste em escorrer em minhas costas me lembrando de cada momento daquela situação ao qual eu não vi, mas senti.

Minhas costas sangram.

De qualquer forma te agradeço por não ter me ferido no coração, esse orgão não permito que seja afetado. Está certo que ele se deixa participar desse processo de dor, mas não porque ele foi ferido, mas por compaixão.

Minhas costas sangram.

Esse arrepio me tira o sono. A coberta gruda no sangue que não estanca nas costas, cada vez que mexo, de novo o arrepio. Como dói.

Minhas costas sangram.

Caso ocorra uma segunda vez, e pensar em atingir outro lugar, só não atinja minhas pernas, porque por mais que as costas estejam sagrando, isso não me impede de caminhar.

Minhas costas sangram.

Não consigo cuidar sozinho do ferimento, não tenho acesso as minhas costas. Mas Você tem, pode vim cuidar para mim?

Minhas costas sangram.

~ por Artur Leite em junho 15, 2009.

2 Respostas to “Minhas costas sangram”

  1. Eu trouxe uns esparadrapos, se quiser?!😛

  2. =O
    que texto é esse? ui!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: