Hoje o dia acordou cinza. Não somente pelo céu nublado, mas pelo emaranhado de situações que ocorreram de repente. Em todos os sites de notícias apenas uma manchete: “Avião desaparece em pleno ar”. São 228 pessoas com uma vida pela frente, interrompida por uma ocasião inesperada. Pesar maior não fica restrito ao desaparecimento e as possíveis (possíveis pois sempre há esperança) mortes dos passageiros, mas das famílias que presente aqui estão na angustia, na dor, na expectativa de encontrar seus entes queridos nem que seja para um último adeus.

Paramos em tantos momentos para prestigiar nomes que surgem do nada e conquista milhões de pessoas (lê-se, Susan Boyle¹), porque não pararmos agora para refletir um pouco sobre esses acasos que a vida disponibiliza a todos sem direito à escolha? Acredito que pedir a Deus para confortar a família seria o mais sensato e o que está mais ao nosso alcance. Não podemos fazer nada a não ser acreditar o que os contos de fadas nos ensinam, no final sempre todos serão felizes.

(pausa para reflexão)

Que o mundo realmente pare para está situação se voltando com compaixão e a razão para esse fato e não apenas aos fenomenos temporários (lê-se Susan Boyle²).

¹, ²: Sitei a Susan por ser o fenômeno atual, mas pode ser qualquer outra coisa como Ronaldinho Gordo por exemplo.

Secuidem.
:/

~ por Artur Leite em junho 1, 2009.

Uma resposta to “”

  1. Tucoooooo!
    cara, tava morrendo de saudades dos seus posts, de verdade!
    mas concordo com tudo, em numero, gênero e grau!
    ta ótimo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: